Queimada Urbana é tema atual na Educação Ambiental

Com a chegada do período de estiagem, queimadas urbanas já são registradas, e a Prefeitura Municipal prepara uma campanha de prevenção intensa, desde de educação ambiental nas escolas até carro de som pelas ruas.

Nas escolas municipais, o tema já vem sendo abordado pelo programa de Educação Ambiental, além dos alunos aprenderem sobre a importância de não se praticar a queimada urbana, pois é uma questão muito séria de saúde pública,e envolve o comprometimento da qualidade do ar, a queima de nutrientes do solo, a emissão de CO2 (dióxido de carbono ) para a atmosfera, e a segurança.

Na aula prática os alunos saem da sala de aula, e no entorno da escola, encontram sempre algum ponto com alto potencia de ocorrência de queimada, ou até mesmo vestígios de que isso já tenha ocorrido. É preciso ter muita consciência para que isso não ocorra, muitas vezes também acaba virando incêndio de grandes proporções.

Marcos Sapulha (Coordenador de Meio Ambiente) esclarece que “a  sensibilização ambiental, trabalhada em sala de aula, tem a capacidade de disponibilizar conhecimentos, organizar e problematizar conteúdos de modo a promover, um avanço no desenvolvimento intelectual do aluno, na sua construção. Como ser social, promovendo condições para que o mesmo identifique problemas a partir de observações, sobre os fatos relacionados às pratica de queimadas na área urbana, e levante hipóteses para tentar solucionar o problema. A exposição de conceitos por meio de diálogos possibilita que o aluno consiga tirar sua própria conclusão sobre o assunto estudado e, portanto, torne-se capaz de questionar hábitos antigos”.